fechar
Noticias
  • Publicada por: Centro Educacional Pio XII
    IV PROPOSTA DE REDAÇÃO - A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO BRASIL - PROF. CHRISTIAN
    02 Jul 2019
    IV PROPOSTA DE REDAÇÃO - A POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA NO BRASIL - PROF. CHRISTIAN

    A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo  de  sua  formação,  redija  texto  dissertativo-argumentativo  em  modalidade  escrita  formal  da língua  portuguesa  sobre  a  população  em  situação  de  rua  no  Brasil.  Apresente  proposta  de intervenção. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa de seu ponto de vista.

     

    TEXTO 1

    Conforme definição da Secretaria Nacional de Assistência Social, a população em situação de rua se caracteriza por ser   um   grupo   populacional   heterogêneo,   composto   por   pessoas com   diferentes realidades,  mas  que  têm  em  comum  a  condição  de  pobreza  absoluta,  vínculos  interrompidos  ou fragilizados e falta de habitação convencional regular, sendo compelidas a utilizar a rua como espaço de moradia e sustento, por caráter temporário ou de forma permanente. Entre os  principais  fatores  que  podem  levar  as  pessoas  a  irem  morar  nas  ruas  estão:  ausência  de vínculos   familiares,   perda   de   algum   ente   querido,   desemprego,   violência,   perda   da   autoestima, alcoolismo, uso de drogas e doença mental.

    http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/populacao-situacao-rua.htm

     

    TEXTO 2

    Uma pesquisa publicada pelo Ipea com base em dados de 2015 projetou que o Brasil tem pouco mais de 100 mil pessoas  vivendo nas  ruas.  O Texto para Discussão Estimativa da População em Situação de Rua  no  Brasil  aponta  que  os  grandes  municípios  abrigavam,  naquele  ano,  a  maior  parte  dessa população. Das 101.854 pessoas em situação de rua, 40,1% estavam em municípios com mais de 900 mil habitantes e 77,02% habitavam  municípios  com  mais  de  100  mil  pessoas.  Já  nos  municípios menores,    com    até    10    mil    habitantes,    a    porcentagem    era    bem    menor:    apenas    6,63%.

    O especialista em políticas públicas e gestão governamental lotado no Ipea e também autor do estudo, Marco Antonio Carvalho Natalino, ressaltou a importância de dados atualizados sobre o tema, pois eles são essenciais à formulação e implementação de políticas públicas para essa parcela de brasileiros.

    http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=29303

     

    TEXTO 3

    "Somos todos  invisíveis.  Nossa  presença  não  faz  diferença  para  ninguém,  apenas  para  aqueles  que passam por nós e sentem medo ou raiva. Acham que todos são vagabundos, mas estão enganados. Eu sou um homem de bem, de família, estou aqui de passagem, apenas por acaso".

    Morador de rua, Espírito Santo

    “Estou  aqui  porque  não  estou  conseguindo  encontrar  trabalho  em  nada.  Onde  eu  entrego  o  meu currículo, eles olham que endereço é do Centro Pop e desistem de me dar trabalho. A visão que eles têm do não é muito boa. Todo mundo aqui é trabalhador,  todo mundo quer uma oportunidade de trabalho para poder sair desta vida que a gente está. Com o trabalho a gente pode se manter, trabalhando com emprego fixo podemos alugar uma casa, tocar nossa vida e diminuir essa visão das pessoas em relação aos moradores de rua. Falta oportunidade de emprego.”

    Fernando Vieira Sales, 38 anos

    “Meu marido bebia muito e batia em mim. Esperei ele dormir e fugi de casa de madrugada. Fui pra casa do  minha  mãe,  mas  meu  irmão  não  aceitou  eu  deixar  as  coisas  lá.  Acordava  toda  machucada.  Meu marido me batia quando eu estava dopada, se não estivesse, enfrentaria ele.”

    Zenaide Gonçalves, 45 anos

    http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2015/08/moradores-contam-historias-de-vida-e-motivos-para-estarem-nas-ruas.html 

     

    LINKS PARA ESTUDO:

    https://brasilescola.uol.com.br/brasil/populacao-situacao-rua.htm

    População em situação de rua

    Políticas públicas paliativas, ou mesmo a inexistência de ações do governo, contribuem para a manutenção da população em situação de rua no Brasil.

     

    https://www12.senado.leg.br/noticias/especiais/especial-cidadania/especial-cidadania-populacao-em-situacao-de-rua

    Invisível nas estatísticas, população de rua demanda políticas públicas integradas

    É consenso entre estudiosos que crises econômicas graves e prolongadas estimulam o aumento da população sem emprego e moradia disposta a ocupar calçadas, viadutos e praças.

     

    https://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2019/01/com-politicas-sociais-insuficientes-populacao-de-rua-so-cresce-no-pais.shtml

    Com políticas sociais insuficientes, população de rua só cresce no país

    Estimativa é que o Brasil tenha mais de 400 mil pessoas vivendo em condições subumanas

     

    http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/cao_civel/acoes_afirmativas/inclusaooutros/aa_diversos/Pol.Nacional-Morad.Rua.pdf

    POLÍTICA NACIONAL PARA INCLUSÃO SOCIAL DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA

    Este Documento apresenta a Política Nacional para a Inclusão Social da População em Situação de Rua como forma de orientar a construção e execução de políticas públicas voltadas a este segmento da sociedade, historicamente à margem das prioridades dos poderes públicos.

     

    http://www.scielo.br/pdf/pcp/v38n4/1982-3703-pcp-38-04-0662.pdf

    Embora o interesse em investigar o fenômeno de pessoas que habitam as ruas venha se intensificando, indicamos a necessidade de novas pesquisas para que possam apontar indicadores para a construção de políticas públicas atenta aos direitos dessa população.

     

    Poste seu texto no Fórum clicando no link: https://rede-salesiana.i10bibliotecas.com.br/grupo/8

     

ver todos